Início > Pitaco deles > A Cama do Kassabão.

A Cama do Kassabão.

24 de novembro de 2010 Deixe um comentário Go to comments
Essa vai doer...

Essa vai doer...

Uma das expressões correntes no mundo do futebol é a cama de gato. Expressão famosa sobre uma prática perigosa.

Ocorre a cama-de-gato quando, em uma disputa aérea, dois jogadores se vão em direção à bola e, na hora do combate, da dividida, um deles mantem-se focado e pula para tentar alcançar a bola, mas o outro refuga. Quando há o impacto entre os personagens, o inerte acaba dobrando seu corpo e o que está no ar perde o ponto de equilíbrio e cai deitado no chão. dói.

A expressão também pode ser utilizada quando alguém está tramando uma situação para que, no futuro, seus objetivos sejam alcançados. Geralmente é premeditada e visa desviar a atenção do fato principal.

Já faz algum tempo que leio nos jornais sobre uma possível fusão entre o Democratas/PFL e o PMDB. Outra ala especula que o Kassab sairá do partido e migrará para o próprio PMDB. Surgiu um plano B, onde se cogitou a possilidade de seu ingresso no PSB, legenda “socialista” (tanto quanto seu ex-candidato Paulo Skaf).

Segundo as informações desses veículos de comunicação, 70 prefeitos e mais um punhado deputados estaduais e federais do PFL já mandaram o torpedo: mudariam junto com Gilberto Kassab.

Desde ontem é destaque a reunião entre Agripino Maia, Heráclito Fortes, Jorge Bornhousen e o prefeito paulistano. A surpresa fica por conta da ausência do Índio do Serra, já que lá estavam todos os “caciques” da Legenda conservadora (desculpem-me, não aguentei a piada infame).

Constatou-se uma suposta* insatisfação de Kassab com o presidente do PFL, Rodrigo Maia, com quem teria atritos. Revelou seu desejo de ver as eleições internas adiantadas para o começo do vindouro ano. Seria ao final. 

Enfim, como eu estava falando, outra expressão sinônima de cama-de-gato é a chamada “Trapaça de Kansas City”, popularizada pelo filme “Xeque-Mate” (muito bom, por sinal).  Grosso modo, é como a finta nos esportes: simular que se vai para um lado quando o objetivo é correr para o outro. Blefe…

*Notem que é impossível constatar-se uma suposição. Trata-se de uma construção gramático-paradoxal corriqueiramente utilizada por alguns supostos jornalistas.

Anúncios
Categorias:Pitaco deles
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: